Finalmente foi assinada pelo Ministro da Saúde, o Dr. Agenor Álvares da Silva, a aprovação da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), que inclui a Homeopatia no Sistema Único de Saúde, o SUS. A publicação da aprovação está no Diário Oficial da União de 3 de maio de 2006, na Portaria Nº 971.

Agradecemos todo empenho dos colegas que batalharam por esta conquista.

Durante as comemorações virtuais, houve até sugestão para que o dia 03 de maio fosse instituído como o “Dia da Institucionalização da Homeopatia”, muito justo por sinal.

Ponto para a Homeopatia!

Agora é arregaçar as mangas e começar a traçar as diretrizes para sua real implantação.

Conselhos ameaçam anular a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares – PNPIC
O Cremesp publicou em seu site uma nota oficial das Entidades Médicas paulistas e que faz sérios alertas sobre a Port. MS nº 971. Nesta nota, elas dizem que a recém aprovada Portaria ameaça a saúde da população, pois prevê que profissionais da saúde, não-médicos, possam diagnosticar, prescrever e realizar tratamentos em Acupuntura e Homeopatia, especialidades médicas reconhecidas que exigem conhecimentos e técnicas específicas.

Leia a íntegra da publicação do Cremesp, clicando aqui

A preocupação das entidades paulistas com esta questão é reforçada pela entrevista publicada em vários jornais, logo após a publicação da assinatura, e aqui transcrita: “A homeopatia médica e popular têm emprego não só na prevenção, mas elas cobrem uma série de doenças, sobretudo crônicas, agudas, então tem um tratamento bastante universal”, explica o professor da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) e membro da Associação Brasileira de Homeopatia Popular (ABHP), Augusto Passos.

Enquanto isso, aguardamos o pronunciamento da AMHB, associação representativa dos médicos homeopatas, que há muito não demonstra senso de oportunidade para ocupar espaços neste debate e na mídia.

Veja como foi aprovada a PNPIC, clicando aqui

Será mesmo o fim da homeopatia?

Com o objetivo de defesas individuais de nossa especialidade, acaba de ser publicado na Revista da Associação Paulista de Medicina,Diagnóstico & Tratamento, de autoria de nosso grande divulgador, Marcus Zilian, o artigo denominado “Será mesmo o fim da homeopatia?”.

Nela o autor tece comentários sobre a matéria publicada no The Lancet no ano passado, com a iniciativa de esclarecer os colegas desconhecedores da racionalidade clínica homeopática.

Ela encontra-se à disposição no link a seguir:

Seria o Fim da Homeopatia?

Anúncios