A organização dos Homeopatas Sem Fronteiras – HSF , entidade de ajuda humanitária sediada na Europa, Estados Unidos e América Latina, informa que, no final de janeiro, estará enviando um grupo de médicos homeopatas ao Sri Lanka para prestar ajuda aos sobreviventes desta catástrofe. Trata-se de uma ação conjunta da FSF-França e HSF-USA.

A HSF é uma organização internacional, uma espécie de ONG, com diversas seções em nações na Europa, África e América Latina. Suas atividades principais estão voltadas para o treinamento da Homeopatia, para prestar ajuda humanitária e pesquisa homeopática.

A HSF foi criada na França em 1984, devido à necessidade urgente de proporcionar mais acesso ao tratamento médico nos países que oferecem assistência. Os profissionais são treinados a tratar com a Homeopatia as urgência médicas como: diarréias, febres, cólera, traumas físicos e psíquicos, infecções e problemas pediátricos.

Veja como as várias HSF estão atuando:

• África: Togo, Benin, Madagascar, Ghana e Quênia.

• Américas: Equador, Honduras e Perú.

• Europa: Sarajevo e Macedônia.

• Índia: no terremoto que assolou o país na década de 90.

Para maiores detalhes visite os sites:

• HSF Francesa – http://www.hsf-france.com

• HSF Alemã – http://www.hom-og.de

Quanto a ajuda que cada um pode oferecer aos sobreviventes, seguem alguma dicas do jornalista Carlos Alberto Teixeira, que morou por aquelas bandas. Alguns trechos importantes:

“A curto e longo prazo, o melhor jeito de ajudar é doar DINHEIRO”.

Roupas e comida têm que ser enviados de navio ou avião, o que leva tempo, sem contar que portos e aeroportos além de destruídos, estão absolutamente sobrecarregados. Dinheiro chega nos lugares afetados muito mais rápido e de maneira muito mais eficiente. ONGs conhecidas como a Cruz Vermelha, Care, UNICEF, WFO, OXFAM são experts em administrar esse dinheiro para as necessidades imediatas e reconstrução a longo prazo. (em geral, ONGs são mais eficientes que o próprio Governo). E a compra de comida e roupa nos mercados locais estimula a economia desses países, que também ficou arrasada. Qualquer ajuda faz diferença.

Anúncios